sábado, 27 de agosto de 2016

Pagode da Ofensa na Web - No Fala Que Eu Te Escuto (Ao Vivo)!

Pagode da Ofensa faz Zueira com o bispo da Record em programa, "Fala Que Eu Te Escuto"

Bispo Marcio Carotti apresenta o programa 'Fala Que Eu te Escuto'
Bispo Marcio Carotti apresenta o programa 'Fala Que Eu te Escuto' Foto: Reprodução/Record

Após o grupo Pagode da Ofensa constranger o bispo Edgar Brum no programa Fala Que Eu te Escuto, na madrugada de quinta-feira, 25, o titular do programa religioso da Record, Marcio Carotti, decidiu se pronunciar na edição da madrugada deste sábado, 27.
Em uma participação por Skype, na quinta, o grupo improvisou um pagode e questionou o religioso: "meu amigo bispo, uma coisa que eu não 'to' ligado, me diz por que dar o bumbum é pecado". Constrangido, o apresentador apenas riu. "Amigo bispo, me diz como é que faz, será que pelo Skype dá pra tirar o Satanás", emendou o grupo.
Dois dias depois, após ver o vídeo viralizar na internet, Carotti decidiu se pronunciar sobre a pergunta feita pelos pagodeiros. Afinal, é pecado praticar o sexo anal?
"Fizemos um programa a respeito da comédia, qual o limite da piada. Teve até um grupo que participou, Pagode da Ofensa, e fizeram um pagodinho sobre 'por que era pecado dar o bumbum', não foi isso? Correu nas redes sociais isso aí", disse o bispo, citando uma passagem bíblica do livro I Coríntios.
"A nossa fé é definida. Está escrito que tudo é lícito, mas nem tudo convém. Sabe o que isso quer dizer? Há coisas que não convêm praticar. Por exemplo, o sexo anal. O lugar que foi feito para sair a sujeira não é lugar para entrar nada. É incoerente. O que está escrito? Há coisas lícitas mas não convêm praticar. Sexo anal não convém praticar. Essa é a resposta, está escrito", explicou.
Carotti ainda disse que sua religião não é a responsável por ele se posicionar contra a prática do sexo anal, e citou os riscos à saúde para reforçar sua defesa. "O médico orienta a respeito disso, que muitas doenças genitais são causadas por esse tipo de sexo. É importante a gente colocar, não há nenhum constrangimento de falar a respeito disso. Agora, cada um é livre e faz o que quer, o que achar melhor", finalizou.

Entrevista: Bruna Marquezine comenta cenas de nudez: "Feitas de maneira delicada"

Volkswagen junto com polícia vão retirar maquinários da Keiper Metalls em Mauá

Resultado de imagem para keiper maua
Chegaram ao fim as negociações entre a Keiper Metalls do Brasil e a Volkswagen, que há mais de um ano mantinham divergências sobre o preço pago pelos bancos automotivos fabricados em Mauá. Após várias reuniões entre as duas empresas, com a participação do Sindicato dos Metalúrgicos de Santo André e Mauá, foi decidido que na terça-feira, às 6h, a montadora irá retirar seus ferramentais que estão em comodato com a Keiper. Batalhão da Polícia Militar no município dará apoio a esta ação.
Trabalhadores da Keiper haviam retomado vigília em frente à fabricante na quarta-feira, após saberem que a Volkswagen tinha conseguido novamente liminar na Justiça para reaver os moldes dos produtos. Na semana passada, também haviam permanecido por três dias formando ‘barricada’ no local.
Temerosos por não saberem do destino da empresa nem se receberiam seus direitos em caso de demissão, os 400 funcionários da planta da região agora podem ficar mais tranquilos. Isso porque a Keiper garantiu que todos deverão receber normalmente seus salários até o fim do mês – eles estão afastados com desconto no banco de horas – e agora, com a ajuda de ação jurídica elaborada durante este imbróglio, foi acertado que a montadora deverá pagar valor de R$ 10 milhões à fabricante de bancos. A verba, segundo o sindicato, pode ser utilizada para bancar a rescisão trabalhista.
“A Volks também afirmou que se compromete fazer auditoria e ir até a Keiper para analisar o estoque de bancos que há na fábrica e, se estiver em bom estado, deverá adquirí-los e fará o pagamento para a empresa”, explica o diretor administrativo e financeiro da entidade, Adilson Torres, o Sapão.
PRÓXIMOS PASSOS - A Keiper agora irá analisar sua situação, pois cerca de 85% do faturamento da empresa provém da Volks. Com o rompimento do contrato, uma das possibilidades é a unificação das duas plantas industriais, a de Mauá, onde são fabricadas as estruturas para os bancos, e a de Araçariguama, no Interior, em que é feita a estamparia das peças. Ao todo, com os 150 empregados da Fameq, que funcionava em São Paulo e produzia componentes para os bancos, somam-se 950 funcionários.
Outra hipótese é o encerramento definitivo da empresa, que faz parte do Grupo Prevent, multinacional de origem bósnia e proprietária de dezenas de empresas, entre elas Keiper, Fameq, Cavelagni e Mardel, que no Exterior segue fornecendo para a Volkswagen.
“A montadora se prontificou a distribuir currículos dos funcionários da fabricante para as empresas que devem trabalhar junto com ela nesta nova fase e, se for interesse dessas companhias, elas poderão contratar esses funcionários, que têm know-how na produção de bancos”, explica Sapão.
HISTÓRICO - No dia 4, a Volks anunciou a suspensão do contrato de fornecimento pela Keiper. A montadora afirma que, desde março do ano passado, por conta da falta de bancos, foram contabilizados 140 dias de paralisações em suas três fábricas, em São Bernardo, Taubaté (Interior) e São José dos Pinhais (Paraná), o que fez com que deixassem de ser produzidos 130 mil veículos.
A Volkswagen, inclusive, antecipou para este mês as férias coletivas, planejadas para outubro, alegando a falta de bancos.
Enquanto isso, a Keiper disse que a decisão da Volks foi arbitrária e unilateral, já que “todas as paradas ocorridas recentemente foram precedidas de comunicados de aviso e alertas, no estrito cumprimento dos contratos, os quais também exigiram da montadora de honrar com a compra das quantidades mínimas de peças exigidas para produção dos lotes econômicos”. A fabricante se queixa dos baixos valores pagos pela montadora. 

Violência, polícia investiga mais um caso de ataque com seringa

Resultado de imagem para metro sp catracas
Uma mulher afirmou, em depoimento à polícia, ter sido atacada com uma seringa enquanto passava pela estação de metrô Paraíso no último dia 18. O caso é o segundo relatado após a prisão do suposto agressor, Antonio Nogueira de Santana, ocorrida em julho. O acusado foi reconhecido por pelo menos sete mulheres. 
O novo ataque aconteceu no período da manhã, quando a vítima subia uma escada, acompanhada da mãe. Ela viu um homem parado no local e sentiu uma picada nas costas. Após a agressão, o suspeito saiu correndo. 
Em nota, a Secretaria da Segurança Pública afirma que a mulher prestou dois depoimentos e que a investigação tentará identificar o autor da ação. Imagens das câmeras de segurança serão requisitadas para auxiliar os agentes na busca pelo autor da picada. 

O que a TV Senado não mostrou da 2ª sessão do impeachment

Resultado de imagem para senado
Brasília – Com mais arranca-rabos do que a primeira sessão, o segundo dia do julgamento foi marcado pelo depoimento de três testemunhas de defesa. Foi a vez do economista Luiz Gonzaga Belluzzo, do advogado Geraldo Prado e do ex-secretário-executivo do Ministério da Educação Luís Cláudio Costa
Isso você já sabe. EXAME.com elencou uma série de coisas que aconteceram noSenado nesta sexta-feira e a TV Senado não te mostrou. 
Publicidade
Alimentação saudável 
Após a discussão entre o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), e os parlamentares Gleisi Hoffmann (PT-PR) e Lindbergh Farias (PT-RJ), o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, suspendeu a sessão para almoço. 
Hoje, Lewandowski optou por um cardápio leve. Habitualmente, o presidente da Corte come pouco. A aposta do dia foi um frango grelhado, salada e arroz integral. Para beber, a escolha foi um suco de laranja para repor as energias. 
Haja cafeína
Para ter pique, Lewandowski consumiu 7 xícaras de café expresso nesta sexta-feira (26). Engana-se quem pensa que só o presidente gosta da bebida. No total, o cafezinho do Senado serviu 350 xícaras ao longo do dia. Na quinta-feira (25), foram consumidas cerca de 500 doses. 
Na falta de maracujina
O clima tenso das manhãs tem elevado o consumo de chás para acalmar os ânimos dos senadores. Enquanto na quinta, foram consumidos 16 litros da bebida, ontem os parlamentares tomaram 12 litros. 
Todo mundo light
Ainda do cafezinho, conseguimos a lista dos três itens favoritos dos senadores nesta semana pesada: sucos, pão de queijo e salada de frutas. 
Apetite de leão 
A discussão entre Renan e Gleisi não foi suficiente para tirar o apetite dos dois. No almoço, o presidente do Senado comeu um sanduíche de pernil, mussarela e tomate feito em uma baguete. Vegetariana, a petista optou por arroz integral, ovo cozido, batata frita e salada de alface, brócolis e tomate. Água para acompanhar e chocolate amargo para adoçar a tarde. 
Receba as flores que lhe dou 
Ao ser indagado sobre seu almoço, Renan nem teve tempo de responder e foi interrompido por um jornalista. “Antes de almoçar, engoliu um sapo”. Ele riu. 
Arrependido, Renan disse que tem grande consideração por Gleisi e brincou que “enviará flores com uma bandeira branca” para a senadora petista.
Sem fashionismo
A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) pensou duas vezes ao vestir sua roupa nesta sexta-feira. Após ter chamado a atenção com seu casaco com girassóis colorida na primeira sessão do julgamento de Dilma, Grazziotin disse que veio com “roupa de evangélica para fugir dos holofotes”. De acordo com ela, o figurino “falconete” – fazendo referência ao cantor Falcão –  do dia anterior atraiu mais olhares do que o esperado.
Meu mundo caiu
O pessimismo aterrissou de vez na cúpula do PT. O seu principal líder teria demonstrado isso novamente em conversa com senadores nesta sexta-feira. Em viagem bate-volta para Brasília, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva lamentou: “nem nos piores momentos da minha vida, eu achei que poderia acontecer o que está acontecendo”.

Pesquisa: Tamanho do dedo pode prever com quantas pessoas você vai transar

Dedinhos
Não é zoeira, é ciência - e trata-se de um destino traçado antes de você nascer.
Seu futuro sexual está escrito na sua mão. Mas não tem nada a ver com quiromancia ou sabedoria mística. A relação entre o seu comportamento sexual e os seus dedos se baseia em pesquisas que começaram em 1930 e tem tudo a ver com a exposição do organismo a hormônios, desde a formação no útero.
A ciência sabe faz tempo que o tamanho dos dedos está ligado ao gênero. Mais especificamente, a diferença entre o dedo indicador e o anelar é maior para os homens e menor para as mulheres. Neles, o anelar tende a ser mais comprido. Nelas, os dedos tem quase o mesmo tamanho. Os cientistas chamam isso de Razão 2D:4D (o tamanho do 2º dedo dividido pelo comprimento do 4º).
Mais estudos mostraram que a origem dessa diferença vinha desde a formação do feto e tinha a ver com a quantidade de testosterona a qual o bebê era exposto no útero. Quanto mais testosterona, maior a diferença entre o tamanho dos dedos.
A razão 2D:4D acabou virando um jeito útil não só de inferir a concentração de hormônios fetais, mas também de prever questões de saúde. A diferença maior de tamanho foi associada a uma contagem mais alta de espermatozoides, mas também um risco maior de desenvolver artrite nos joelhos para os dois gêneros.
Já a Universidade de Oxford investigou a relação do comprimento dedos com o número de parceiros sexuais que uma pessoa terá durante a vida. A hipótese deles era que o comportamento sexual das pessoas se divide radicalmente em só dois grupos: o das pessoas predominantemente monogâmicas e o daquelas que preferem e valorizam os parceiros múltiplos.
Os pesquisadores entrevistaram 575 voluntários sobre seu comportamento sexual. Também olharam para as fotografias das mãos de mais de 1.300 pessoas. Eles perceberam que, estatisticamente, não existe ?meio termo?: a enorme maioria dos entrevistados ou era fã da monogamia ou do sexo sem compromisso. E os dedos refletiam a mesma tendência: de um lado, pessoas com os dedos quase do mesmo tamanho e, do outro, diferenças enormes entre o 2º e o 4º dedo.
Os cientistas concluíram, em primeiro lugar, que a sexualidade humana é ?bimodal?, ou promíscua ou exclusivista. E, em segundo lugar, que um dos melhores jeitos de prever para qual lado uma pessoa tende é a razão 2D:4D: quanto maior a diferença entre os dedos, maior a chance dela ter mais parceiros durante a vida e de privilegiar o sexo sem compromisso. Fica a dica para o seu próximo encontro do Tinder.

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

David Silva comenta sobre Making Off Gravação do videoclip, "Amor Sem Fim de Davizinho"



Imagens Facebook



Você alcançou por que mereceu, lutou, batalhou e não desistiu acreditou no seu potencial fazendo com que todos também acreditassem.



Resultado de imagem para Making Off Gravação do videoclip Amor Sem Fim de DavizinhoResolvi te mandar essa mensagem nela envio além dos meus sinceros parabéns a minha energia positiva e minha certeza de que

você ira muito mais longe.

Você merece tudo o que está te acontecendo durante sua caminhada.


Sempre te vi vencendo barreiras obstáculos para conquistar seu merecido espaço sua estrela está mais reluzente e anuncia que não vai sair deste céu, pois um alguém com suas capacidades e aptidões vai muito mais longe!!!



Você merece todos os elogios continue a ser assim uma pessoa honesta, digna e perseverante.


Deus lhe abençoará ricamente em sua vida!!!

Parabéns pelo sucesso!


Making Off Gravação do videoclip, "Amor Sem Fim de Davizinho"





fonte:https://www.youtube.com/watch?v=joFtKgaYRqg

Imagens facebook


DEIXE SUA MENSAGEM!

Veja lista com nomes de quem pode sacar o abono do PIS

Resultado de imagem para abono pis
São Paulo - O ministério do Trabalho disponibilizou ontem em seu site uma lista dos nomes de trabalhadores de cada estado que têm direito ao abono salarial do PIS/PASEP do ano-base 2014. O prazo para sacar o benefício termina em 31 de agosto.
O período de resgate foi estendido numa decisão inédia do ministro Ronaldo Nogueira, no dia primeiro de julho, já que 1,2 milhão de trabalhadores deixaram de sacar o abono dentro do prazo original, que se encerrou em 30 de junho deste ano.
Segundo o último balanço divulgado pelo ministério do Trabalho na semana passada, 900 mil brasileiros ainda não tinham retirado o benefício de 880 reais.
página do ministério com a lista dos nomes de trabalhadores que têm direito ao abono pode apresentar lentidão para carregar, mas uma outra ferramenta, lançada em julho,permite ao trabalhador checar se ele tem direito ou não ao benefício através do número de CPF.  
Quem pode sacar?
Quem exerceu atividade remunerada durante pelo menos 30 dias em 2014 e recebeu até dois salários mínimos por mês nesse período tem direito de sacar o abono salarial do PIS/PASEP referente aquele ano. Tire aqui suas dúvidas sobre o benefício.
O valor do abono é de 880 reais e, para ter direito a ele, o trabalhador também deve estar cadastrado no PIS/PASEP há pelo menos cinco anos e ter tido seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS).
O PIS é o Programa de Integração Social e o PASEP é o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público. Eles são contribuições sociais feitas pelas empresas para financiar os benefícios do seguro-desemprego e do abono salarial.
O PIS é destinado aos funcionários de empresas privadas, regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) . Já o PASEP é destinado aos servidores públicos. Os recursos não sacados retornam ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).
Como sacar?
Para sacar o abono do PIS, o trabalhador que possuir Cartão Cidadão e senha cadastrada pode retirar o valor nos terminais de autoatendimento da Caixa Econômica Federal ou em uma Casa Lotérica.
Se a pessoa não tiver o Cartão Cidadão, ela poderá receber o abono em qualquer agência da Caixa mediante apresentação de documento de identificação.
Já os servidores públicos que desejam sacar o abono do Pasep precisam verificar se houve depósito na conta. Caso isso não tenha ocorrido, devem procurar uma agência do Banco do Brasil e apresentar um documento de identificação. Quem tiver dúvidas pode procurar mais informações no site do Ministério do Trabalho.

Veja respostas para suas dúvidas sobre o abono

1) Se eu não sacar o abono do PIS/PASEP referente ao ano de 2014 até o dia 31 de agosto de 2016, o que acontece com o meu dinheiro? Nunca mais vou conseguir sacá-lo?
Caso o beneficiário não saque o abono salarial dentro do calendário anual de pagamentos, o valor é devolvido ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), e o mesmo só poderá ser sacado posteriormente por meio de ação judicial.
2) Não saquei o abono referente a anos anteriores, como 2013 e 2012, por exemplo. Posso fazer isso agora?
Abonos disponibilizados em exercícios anteriores dependem de autorização judicial para serem disponibilizados novamente.
3) Quando será pago o abono referente a 2015 e 2016? Onde consigo encontrar o calendário oficial?
O abono referente a RAIS ano base 2015 tem seu exercício de pagamentos iniciado em 1º de julho de 2016 e término em 30 de junho de 2017. Os pagamentos referentes ao ano base 2016 só serão definidos em 2017.
4) Trabalhador rural também tem direito ao abono?
Os trabalhadores que têm direito ao abono salarial são aqueles vinculados a empregadores contribuintes do PIS/PASEP —funcionários de empresas privadas, regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), e servidores públicos.
5) O que é o Cartão do Cidadão? Como posso tê-lo?
O Cartão do Cidadão facilita o acesso a benefícios sociais e trabalhistas. Ele pode ser usado em todos os canais de pagamento autorizados pela Caixa, em todo o país. O Cartão é para quem possui FGTS provisionado, rendimentos do PIS, abono salarial ou quem ainda esteja recebendo parcelas do seguro-desemprego.
Com ele, é possível agilizar e garantir mais segurança no processo de pagamento dos benefícios sociais. Todas as pessoas que possuem algum benefício social ou trabalhista para receber podem solicitar o Cartão do Cidadão pelo telefone 0800-726-0207 ou em qualquer agência da Caixa Econômica Federal.
6) Não tenho o Cartão do Cidadão. Consigo sacar o abono mesmo assim?
Sim, consegue. Se você não tiver o Cartão do Cidadão e for funcionário de uma empresa privada (PIS), poderá receber o abono em qualquer agência da Caixa Econômica Federal mediante apresentação de documento de identificação.
Se você for um servidor público (PASEP), deverá primeiro verificar sua conta para checar se o valor já foi depositado automaticamente.
7) Sou funcionário público, mas o abono não caiu automaticamente na minha conta. O que eu faço?
Se você for servidor público e o valor do abono salarial não tiver caído automaticamente na sua conta, será preciso procurar uma agência do Banco do Brasil e apresentar um documento de identificação para receber o benefício.
8) O mês que eu nasci interfere na data que eu posso sacar o meu benefício do abono?
Sim, para os beneficiários do PIS que recebem pela Caixa Econômica Federal. No caso dos beneficiários do PASEP, o número final do cadastro PASEP é o que influencia na data do pagamento.
9) Eu tenho direito ao abono, mas minha empresa não informou corretamente essas informações na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS). O que fazer?
Você deve procurar o departamento de recursos humanos da empresa em que trabalha para que as informações sejam retificadas o mais rápido possível.
Dinheiro na mão: fim do prazo para sacar o abono do PIS está chegando© Raul Junior//Você S/A Dinheiro na mão: fim do prazo para sacar o abono do PIS está chegando
10) Trabalho com carteira assinada e sei que sou cadastrado no PIS/PASEP, mas não sei meu número de cadastro. Preciso disso para sacar o benefício ou apenas meu documento de identificação é suficiente?
Não é preciso saber essa informação. Você deve comparecer às agências da Caixa (PIS) ou do Banco do Brasil (PASEP) portando um documento de identificação. É possível se informar do número do PIS/PASEP na própria agência.

436 veículos serão leiloados hoje pelo Detran de Taubaté SP, confira

Resultado de imagem para Detran realiza leilão de 436
O Detran irá leiloar 436 veículos e motocicletas apreendidos por infrações de trânsito nesta sexta-feira (26) em Taubaté (SP).
Desse número, 75 poderão voltar a circular pelas ruas do município. Os demais 361 veículos serão destinados a desmonte para revenda das autopeças e reciclagem para reaproveitamento do metal.
O leilão acontecerá tanto de maneira online, pelo site do leilão, onde já é possível dar lances iniciais, quanto presencial, no Via Vale Garden Shopping, a partir das 10h.
Os interessados podem dar uma olhada nos veículos nesta sexta-feira, a partir das 7h nos pátios SOS Taubaté localizado na avenida Manoel dos Santos, nº 209, no bairro Belém e Betinho, na avenida Antonio Garcia da Cunha, nº 225, Jardim das Bandeiras.

AS MAIS VISTAS