- Agradecimento ABESC Caçapava - SP - Copa da Amizade -

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Veja o Ensaio Sensual de Lays Orsini

Fotos de Modelos - Lays Orsini 5 - Lays Orsini
Faz quase um ano que você esteve aqui no Cover Model. Você está igual, mas diferente 
Sim, estou numa fase de transição, muito feliz com meus novos caminhos pessoais e profissionais. A maturidade está trazendo mais domínio, clareza e satisfação com meu trabalho no mundo da moda. Oportunidades novas surgiram, algumas eu agarrei e outras estou estudando com carinho. Quase colocando os meus pés nos 28 anos, percebo uma Lays nova nascendo, preparada, indo prá frente e eu sempre dou as boas vindas para tudo que me acontece
O que você deixou para trás? A Lays insegura ficou no passado. Algumas limitações que eu aceitava, que dificultavam minha vida, não existem mais. Desfruto desbravar e desmistificar novos horizontes. Não dependo tanto das ações dos outros e coloco as expectativas em cima do que está sob meu controle e também naquilo que o universo tem para me oferecer. 
Fotos de Modelos - Lays Orsini 1 - por Beto FernandesExemplo? 
Me preocupava muito com o que os outros pensavam de mim, tudo deveria seguir um padrãozinho limitador e isso me deixava pesada e pequena, com uma ansiedade que não me pertencia. Aí caiu a ficha: as expectativas que eu tinha eram de outras pessoas, não minhas. Decidi agir
Processo difícil né? 
Que nada, adoro mudar, me adaptar e ser imprevisível. Nada de rotina e mesmice. Estou assumindo ser uma mulher alegre, inquieta, independente, não conformista e isso é muuuuuuito bom.  Estou aceitando a chama que habita meu interior.
Nessa tua nova fase, se um cara quiser entrar na tua vida como ele deve agir? Ele tem que se esforçar muito para ter essa sorte! (risadas). Ele deve ser seguro de si, bem resolvido, saber o que quer, aonde quer chegar, assumir os desafios da relação e ter foco na evolução.  Nada daquela história de um completar o outro. Quero uma relação na qual nós transbordemos, onde criemos outra realidade.
Tem algum sortudo na tua vida? 
(longo silêncio seguido de uma longa risada) Tem um a caminho
Caminho de entrada ou de saída? 
Por enquanto ele está à caminho! (gargalhada)
Nos intervalos dos teus relacionamentos, você fica na sua, ou gostas de desenferrujar nas baladas? 
Tive um relacionamento por oito anos. Quando me separei, há três anos, senti a necessidade de curtir aventuras curtas e experimentar um pouco de tudo. Quase tudo... (risadas). Durante um tempo foi bem legal, me diverti bastante. Mas isso passou, hoje essa pegada não me atrai mais
O que tem de errado com uma aventurazinha? 
Normalmente são muito previsíveis. Sei exatamente como começam, o que acontece durante e como terminam, uma mesmice que não me acrescenta nada, isso gera um vazio. Hoje quero uma relação que dure
Fotos de Modelos - Lays Orsini 3 - por Beto Fernandes
 Você consegue se ver acordando de manhã com a mesma pessoa para o resto da vida? 
Difícil, mas eu quero isso, quero um parceiro para a vida. É bom ter um companheiro para compartilhar, participar, amar, mas mantendo a individualidade e permitindo que cada um tenha seu espaço e cresça livremente, sem cobranças excessivas, sem mentiras. Sinto falta dessa pegada tranquila de uma relação de longo prazo
O que é essa tattoo no teu ombro? Adoro tatuagens, são uma forma de fixar momentos importantes e anseios que possuo. Esta é um dos nomes de Deus, na Kabbalah. Em aramaico, compartilhar a chama. Representa minha forma de me conectar com o Criador, de evoluir e me descobrir como indivíduo dentro dessa existência
Você curte essa pegada espiritual? Sim, apesar da minha profissão ser voltada para a aparência física, entendi há muito tempo que eu não era apenas isso. Há muitos anos parti para a busca da espiritualidade, uma jorna linda, que não terá fim, que me dá equilíbrio e me aponta para valores de vida reais. Como na vida palpável, sou desbravadora da vida espiritual! A Kabbalah vem se tornando minha pratica diária que me impulsiona e liberta. Também comecei a tomar contato com o Tantra, uma forma de autoconhecimento, para quebrar barreiras físicas e emocionais adquiridas ao longo da vida, que limitam e interferem no nosso crescimento
Falando em limites, como é que foi ser amarrada, imobilizada e pendurada 100% nua? 
Eu não gosto de ser dominada e ficar presa, sou muito livre. Mas nesse trabalho me permiti passar por esse processo de submissão. Por incrível que pareça foi fantástico! Tanto do ponto de vista de testar meus limites, como do visual das fotos, ficou incrível!
Você chegou a ter prazer ao ser amarrada no ensaio? 
Sim e não
Ah as mulheres... Dá para explicar essa resposta? 
Ah os homens, tem que explicar tudo.... Tive algumas experiências sensoriais intensas e novas. A equipe foi nota 1000 e tive um preparo psicológico em antemão que me rendeu uma experiência marcante, diferente e muito boa! Em alguns momentos parecia que eu me observava de longe e não acreditava no que estava fazendo. Quando fui suspensa pelas cordas, fechei os olhos e me permiti desligar da realidade ao meu redor por um tempo. Controlando o peso do corpo e me permitindo ser guiada pelas cordas, tive a mesma sensação de liberdade de uma meditação. Mas no meio de tanta gente, com refletores, todo mundo conversando, não tive nenhum prazer sexual ao ser amarrada
Fui uma mega grunge, dormi na rua, cemitério, invadi lugares
Fotos de Modelos - Lays Orsini 4 - por Beto Fernandes
Você é uma mulher difícil de se amarrar? 
(risadas) Muito! Precisa ser muito audacioso para tentar me amarrar!
Vou entender isso como um elogio 
Pois é, e como se não fosse suficiente você ter me convencido a ser amarrada, ainda fica fazendo essas perguntas e me deixando de saia justa!
Acho que ficar de saia justa é melhor do que ser amarrada sem nenhuma saia 
Aí que você se engana! Às vezes é melhor ser amarrada sem saia mesmo...
Então você se deixaria ser amarrada de novo, somente a dois? 
(silencio com um olhar e sorriso que dizem tudo)
Vou entender isso como um sim 
(gargalhada) Quando estou com a pessoa certa, não tenho limites. Minha entrega, numa relação é gradual, mas depois que a confiança e a cumplicidade dominam, vale tudo o que for saudável. Se eu e meu parceiro queremos sair da caixinha e experimentar novidades, como transar numa praia, numa cachoeira ou num avião, por que não? Não consigo me imaginar restrita a horários e lugares. Sexo previsível e programado não é para mim.
Fotos de Modelos - Lays Orsini 7 - por Beto Fernandes
Fotos de Modelos - Lays Orsini 8 - por Beto Fernandes
Sexo é algo central na tua vida? 
Não vejo o sexo de maneira isolada, ele é um dos meus componentes, um reflexo de mim mesma, do momento que estou vivendo. Estou em constante mudança e o sexo também acompanha isso. Minhas formas de receber e proporcionar prazer também evoluem e mudam
Os homens sabem entender isso? 
Acredito que não... Em geral eles não percebem isso. Normalmente o ego é dominante e eles procuram apenas a rotina mecânica para se satisfazer. Para piorar, entra a questão do julgamento, eles confundem a Lays pessoa com a Lays modelo, criam um roteiro raso sobre mim e acham que me decifraram. Essa Lays que a maioria dos homens constroem nas suas imaginações, não existe, não é a Lays real
Você comete esse mesmo erro de avaliação quando se interessa por um homem? 
Eu sou muito lenta no processo de decifrar um homem, não parto de um pré-julgamento e controlo a expectativa. Conduzo o processo da construção do relacionamento com calma, dou um passo de cada vez antes de chegar a qualquer conclusão. Raramente cometo erros ao decifrar uma pessoa

Voltando para o ensaio, qual a amarração que você mais curtiu? 
A invertida, quando fiquei de cabeça para baixo. Me lembrou uma carta do Tarô, o enforcado, uma figura que também está de cabeça para baixo e que tem muita relação com meu momento. O enforcado mostra que ao sairmos da zona de conforto, e encarar as dificuldades de forma serena, poderemos renascer, começar outra fase na vida. Ficar de cabeça para baixo também significa enxergar a mesma realidade de forma diferente
Fotos de Modelos - Lays Orsini 9 - por Beto Fernades
Fotos de Modelos - Lays Orsini 10 - por Beto Fernandes
Fotos de Modelos - Lays Orsini 55 - por Beto Fernandes
E qual amarração te incomodou mais? 
Aquela que fui amordaçada com as cordas. Não consigo ficar quieta nem dormindo. Quem tem o prazer de passar a noite comigo sabe que converso até dormindo. No dia seguinte não tenho a menor ideia do que falei...
Por que passar a noite com você é um prazer? 
(gargalhadas) Primeiro gostaria de mandar você à merda. Segundo a sua pergunta é burra! O prazer não é passar a noite ao meu lado e sim ficar acordado ao meu lado. Passar a noite comigo é o prêmio
No meu livro isso é o que se chama de um arraso de resposta! 
Quem falou que acabei de responder?
Certo, pode continuar a humilhação 
Para alguém ter o prazer de dormir ao meu lado, essa pessoa deve ser muito especial, me conquistar aos poucos, entender quem eu sou. Nossas energias têm que vibrar na mesma frequência, nossos valores de vida devem ser os mesmos. Dormir e acordar do lado da mesma pessoa é algo muito forte, tem um valor muito especial. Ah, e antes que me esqueça, o cara tem que estar muuuuito bem acordado antes de adormecer, se não é um beijo, e tchau!
Fotos de Modelos - Lays Orsini 11 - por Beto Fernandes
Você se acha bonita? 
Claro que sim! Sou uma mulher vaidosa, me acho linda, atraente e me valorizo muito por isso, mas depois de alguns anos na profissão de modelo, não deixo mais meu ego inflar pela minha aparência. Hoje tenho outros valores, mais intensos e profundos do que o meu exterior
Como você lida com homens que se limitam a te desejar pela tua beleza? 
Eu trabalho expondo minha beleza externa, por isso entendo que este seja o motivo inicial da atração que eu possa exercer. Sou grata àqueles que se aproximam de mim apenas por isso, mas minha atenção será por um curto período. A minha beleza é apenas uma fração de quem eu sou, ela não me define, não é minha essência. O homem que entender isso, terá minha atenção prolongada
Você já foi traída? 
Qual foi tua reação? 
Virei as costas, me desapeguei instantaneamente e continuei meu percurso. Traição é uma fraqueza de caráter muito forte, mostra um lado da pessoa que contradiz meus objevitos. Como me entregar para a deslealdade e a fraqueza? Na verdade, a traição me desperta o sentimento de pena e diz respeito à quem trai, não perco meu tempo questionando sobre isso.
Nada de perdão? 
Perdoar, talvez sim mas isso não significa permitir que a pessoa faça parte da minha vida. Eu me conheço, não conseguiria ver a pessoa da mesma forma, a intensidade da relação não seria mais a mesma
Você já traiu? 
Qual foi tua reação? 
Me senti fraca. Foi assim que concluí que a traição é a covardia em não se resolver ou se assumir. Percebi que o problema não estava na pessoa que eu traí, mas em mim mesma. A desculpa de que “eu traí por que ele não me satisfazia” é uma mentira. Se eu não estava feliz e plena, devia ter terminado a relação e nunca trair. Essa foi uma lição pesada, mas muito bem aprendida
Fotos de Modelos - Lays Orsini 14 - por Beto Fernandes
Fotos de Modelos - Lays Orsini 16 - Lays Osini
Fotos de Modelos - Lays Orsini 17 - por Beto Fernandes
Se você pudesse guardar apenas uma lembrança para o resto da vida, não relacionadas à sua família, qual seria? 
Meu salto de paraquedas. Foi uma experiência fantástica, me remeteu muito a um orgasmo!
Você se colocou várias vezes como uma fêmea alfa, mas quer levar como lembrança uma situação de falta de controle? 
Não gosto de controlar o tempo todo. Nas circunstancias certas, adoro perder o domínio e deixar acontecer. Além disso, não sei de você notou, mas esse salto foi um orgasmo para mim, nada de errado em guardar essa lembrança, né?
Ah notei sim. Tanto que tenho uma dica para teus futuros namorados 
Qual?
Se vocês falharem na hora “h” é só jogar a moça para fora de um avião. Orgasmo intenso garantido! 
Depende do namorado. Tem alguns que me jogariam para fora sem o paraquedas
 (risadas). Além disso, o meu segundo salto não foi um orgasmo, foi legal, mas nada excepcional
Mulheres... Quando achamos que descobrimos a fórmula mágica para fazer vocês gozarem intensamente, vocês mudam a regra do jogo 
Mas isso é óbvio! A expectativa e adrenalina do desconhecido do primeiro salto não aconteceram no segundo. Isso também vale para minha relação com um homem: se ficar repetitivo e mecânico, eu saio fora
Coitados dos teus ex 
Coitados nada! Depois de passar pelas minhas mãos eles crescem muito, aprendem a dar valor ao que possuem (risadas)
Por que os seus ex viraram ex? 
Quando conheço um homem que vale a pena investir, digo quem sou, como sou, quais são meus valores. O cara vibra por eu ser independente, acha o máximo eu ter atitude, curte meu trabalho, mas na hora de vivenciar isso comigo, se assusta, não segura a onda, bate ciúmes e insegurança e passa a querer me controlar e limitar. Quando o cara não consegue caminhar lado a lado a relação acaba aí
O que está faltando nos homes que cruzam a tua vida? 
Decisão e atitude. Saber interpretar uma situação, se posicionar e agir. Se o homem não faz isso, eu assumo esse papel e passo a dominar a relação, começo a caminhar sozinha. Nesse momento perco o interesse pelo relacionamento e me sinto mais completa em minha própria companhia
Você é muito dominante nos teus relacionamentos? 
(silêncio) Costumo ser sim, mas na verdade não gosto de ser. O meu espírito livre acaba tomando as rédeas da relação para se manter seguro em tudo o que abrange a liberdade de ser
Você já ficou 100% passiva e entregue para um homem? 
Sim, uma delícia, mas durou pouco tempo... (risadas). Sério, foi muito bom, queria ter momentos de entrega e despreocupação mais longos e mais frequentes.
Fotos de Modelos - Lays Orsini 23 - Lays Orsini
Lays, sessão de perguntas aleatórias, com resposta curtas, topa? 
Claro!
Se você tivesse que comer a mesma coisa todos os dias para o resto da vida, o que escolheria? 
Carne vermelha
Nossa o Joesley Batista vai adorar saber disso 
Que nada, deixa esse cara fora da minha vida
Quando você acorda e se vê no espelho, o que você pensa? 
Mais um dia de batalha leoa, vamos conquistar esse mundo!
Se você pudesse escolher qualquer pessoa no mundo para jantar, quem seria? 
Dos mortos, o Kurt Cobain, seria o jantar mais longo da minha vida, uns três meses! Dos vivos, o Eddie Vedder, esse é o cara, sou apaixonada pelo trabalho dele.
Nooooossa!!! No final do jantar eu poderia ir tomar um café com vocês? Seria muito bem vindo
Você já imaginou como vai dessa para a melhor? Olha, acabei descobrindo que há muito o que pensar sobre a vida, não consigo imaginar minha morte. Na minha adolescência fui uma mega grunge, não estava nem aí para nada. Dormi na rua, no cemitério, invadi lugares, fui parada pela Polícia, não tinha medo de nada, flertava com a morte
Então você não andava em más companhias, você era a má companhia 
Exato, eu era aquela pessoa que as mães responsabilizam por tudo de errado que acontecia com seus filhos e assumia a responsabilidade pela culpa que me ofereciam
Quando você fizer 30 anos, poderá escolher entre duas opções: ficar com o teu corpo e cabeça de 30 por mais 70 anos, ou viver os próximos 70 anos adquirindo sabedoria e conhecimentos. Qual sua escolha? 
Sabedoria e conhecimento, claro! Jamais jogaria fora a experiência de 70 anos por um corpinho de 30
Hoje você está com 27 anos, então tem só mais 3 anos para usar esse corpinho 
Ah, mas eu tenho usado ele bastante, estou fazendo um ótimo uso dele! (gargalhadas)
Fotos de Modelos - Lays Orsini 28 - por Beto Fernandes
Fotos de Modelos - Lays Orsini 30 - por Beto Fernandes
Fotos de Modelos - Lays Orsini 31 - por Beto Fernandes
Fotos de Modelos - Lays Orsini 32 - por Beto Fernandes
Se você pudesse fazer apenas uma pergunta e receber a resposta, qual seria? 
Tenho um fogo intenso dentro de mim que precisa ser focado em alguém ou alguma coisa. Eu perguntaria qual o caminho que eu deveria incendiar, aonde investir toda essa minha energia
O que você faz quando chega em casa? 
Primeira coisa é tirar minha roupa e vestir algo bem leve. Procuro me acalmar, sentir minha casa e curtir meu principal tesouro, o Manuel meu filhote de 6 anos.  Dou atenção para meus dois gatos, a Gayla e o Kyron e também cuido do meu pequeno jardim
Se você soubesse que daqui há um ano vai morrer, o que faria? 
Eu ia apavorar... Prá começar iria pegar um empréstimo gigantesco num banco e me entupir de bens materiais! Não, nada disso. Eu ia colocar minha mochila nas costas e sair por aí, conhecendo pessoas e lugares. Ah, faria um corte moicano no meu cabelo e depois rasparia zero
Você tem algum sonho não realizado? 
Tenho muita vontade de passar um tempo viajando, mas de motocicleta, numa daquelas estílo “Adventure” que dá para ir para qualquer lugar. Nada de passeio com guia em ônibus de dois andares, tirando foto com celular. Quero a experiência real, interagir com a cultura, conhecer as pessoas e costumes e ao mesmo tempo ter a liberdade de movimento que uma motocicleta dá. Um dos lugares que eu quero ir é o Egito.
Recado final para nossos internautas? 
Não se prendam aos limites da Lays que vocês viram neste ensaio, sou isso sim, mas tem muito mais!
Fotos de Modelos - Lays Orsini 36 - por Beto Fernandes

Agradecimentos: 
Allure Agency - allureagency.com.br 
Constance Calçados  - constance.com.br
Direção - André Jalonetsky / Heitor Werneck 
Produção Executiva  - Juliana Rebecchi 
Fotografia - Beto Fernandes bf3 images - www.bf3.com.br  
Assistência de foto  -  Jhon Lion 
Shibari (amarração) - Toshio San 
Make/Hair
 - Jô Castro / Júlia Boeno 
Making of - Fauze Musa / Drake Films
fonte: IG

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Com a presença de Neto, Chapecoense apresenta elenco para 2017

POSTAGEM EM DESTAQUE

AO VIVO - Pânico na Band

AS MAIS VISTAS

Seguidores

COMPARTILHAR POSTAGENS